Medo e Silêncio: A Realidade dos Cidadãos Sob a Dominação Política na Maioria dos Municípios da Bahia

Nos municípios da Bahia, principalmente os pequenos e médios, a alternância de grupos políticos no poder frequentemente reproduz um quadro crítico onde a maioria se comporta como proprietários de capitanias hereditárias. Esses grupos, que se revezam no controle político, muitas vezes se apresentam como as únicas cabeças pensantes, mas acabam por não promover mudanças significativas em benefício da população. Pior ainda, criam um ambiente de silêncio e medo que desencoraja os cidadãos a se manifestarem, opinarem e contribuírem para uma vida melhor para todos.

É notório como os “líderes políticos”, uma vez no poder, rapidamente mobilizam defesas e ações para proteger seus interesses pessoais e os de seus aliados mais próximos. O que antes eram críticas aos que estavam no comando se transforma em narrativas de heróis salvadores da pátria. Esse ciclo vicioso de apoio incondicional aos líderes políticos em exercício perpetua uma prática prejudicial à democracia e ao desenvolvimento social.

O cidadão comum, por sua vez, enfrenta o desafio de escolher entre políticos que, na prática, não se diferenciam uns dos outros. Todos prometem o melhor para a população, mas suas ações freqüentemente beneficiam mais suas contas bancárias do que áreas como saúde, educação e segurança pública.

É urgente romper com essa triste realidade. A sociedade precisa se empoderar e buscar candidatos que não apenas prometam mudanças, mas que tenham históricos e compromisso com a efetiva melhoria da qualidade de vida de todos os cidadãos. Precisamos de líderes políticos que realmente representem os interesses da população, que sejam transparentes em suas ações e que coloquem o bem-estar coletivo acima de interesses pessoais ou de grupos.

A democracia se fortalece quando há participação ativa e crítica dos cidadãos. É hora de romper com a passividade e o medo que DOMINAM o ambiente político atual. É hora de exigir mudanças reais, de cobrar políticas públicas eficazes e de contribuir ativamente para a construção de um futuro melhor para todos na Bahia e no Brasil.