Mais um PM morre no Rio, e estado chega a 131 policiais assassinados em 2017 - Violência | Valter Vieira - Informação de qualidade
25 de junho de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

VIOLÊNCIA - 22/12/2017

Mais um PM morre no Rio, e estado chega a 131 policiais assassinados em 2017

Mais um PM morre no Rio, e estado chega a 131 policiais assassinados em 2017

O cabo da Polícia Militar Eduardo Caetano Neto morreu, na noite desta quinta-feira. Ele havia sido baleado no último dia 3, quando estava em frente a uma boate em Paraty, na Costa Verde, e estava desde então internado no Hospital de Praia Brava. Neto, que era lotado no batalhão de Angra dos Reis, é 131º PM morto no Rio somente em 2017.

Em sua última postagem pública no Facebook, no dia 17 de dezembro, Neto postou uma oração em homenagem a São Jorge.

Uma das irmãs de Neto usou seu perfil na mesma rede social para postar uma despedida em tom emocionado: "Ta doendo!! Mas sabemos que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável! Descansa meu irmão #te amo para sempre!!!". Outra irmã também lamentou a morte do policial: "Dói demais".

Na mesma ocasião em que o cabo foi ferido, outro PM e uma terceira pessoa também foram baleados. Após o crime, a boate The Secret Club divulgou uma nota, no Facebook, afirmando que as vítimas estavam na área externa quando foram baleadas por um suspeito:

“Um meliante chegou armado na porta do club, disparando vários tiros sem motivo algum, e alvejando 3 pessoas, incluindo funcionários, causando pânico em quem estava na rua trabalhando, ou apenas de passagem. O estabelecimento prestou toda a assistência aos feridos, encaminhando os mesmos ao hospital de Paraty”.

Outro PM morto na quarta-feira

No fim da tarde desta quarta-feira, outro PM morreu no Rio. O segundo sargento Marcelo Oliveira Diniz foi baleado quando estava em uma ocorrência para recuperar um veículo roubado, na Estrada do Rio do Pau, em Anchieta. O crime ocorreu por volta das 17h30. Atingido por um tiro na clavícula, o agente, que era lotado no 41° BPM (Irajá), chegou a ser socorrido no Hospital estadual Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste da capital. O policial estava na corporação havia 18 anos. EXTRA ONLINE

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%