Rodoviários decretam greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira - Salvador | Valter Vieira - Informação de qualidade
21 de junho de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

SALVADOR - 22/05/2018

Rodoviários decretam greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira

Rodoviários decretam greve por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira Os rodoviários decretaram greve da categoria por tempo indeterminado durante assembleia realizada na tarde desta terça-feira (22). Com a decisão, a frota de ônibus em Salvador ficará reduzida. "Nós fizemos o possível. Estou há dois dias sem dormir preocupado com as estratégias de campanha salarial. Cumprimos todos os ritos da greve, mas infelizmente essa diretoria não pode defender uma proposta zero. Nós trabalhamos o ano inteiro e precisamos ter um ganho real de salário além da inflação", declarou o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira, durante a assembleia. Uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) determinou que o sindicato mantenha 50% dos trabalhadores em atividade durante a greve da categoria, nos horários de pico. O horário compreende os períodos de 5h até 8h e de 17h até 20h. No restante do dia, devem ser mantidos 30% dos motoristas em atividade, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. Para atender ordem judicial, o sindicato da categoria ameaça colocar parte da frota circulando na cidade sem cobrar passagem. "Eles [empresários] vão tomar prejuízo. Se tiver liminar, vamos rodar com passe livre para trazer a população para o nosso lado", declarou Fábio Primo, vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, durante a assembleia. Para tentar minimizar o impacto da greve, a prefeitura já anunciou que remanejar veículos para a cidade. Os empresários do sistema de ônibus da capital baiana não apresentaram proposta salarial aos trabalhadores. Entre suas principais demandas, os rodoviários cobram reajuste salarial de 5%, além de 8% de aumento no valor do ticket alimentação. BN

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%