Em todo o país, grupos marcam atos contra Bolsonaro em 29 de setembro - Política | Valter Vieira - Informação de qualidade
18 de setembro de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍTICA - 17/09/2018

Em todo o país, grupos marcam atos contra Bolsonaro em 29 de setembro

Em todo o país, grupos marcam atos contra Bolsonaro em 29 de setembro

Os recentes protestos virtuais contra Jair Bolsonaro (PSL) reunidos através do grupo de Facebook “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro” vão ganhar as ruas em 29 de setembro. Nessa data, estão programados encontros e atos públicos em todo o país e também no exterior.

A página, que foi invadida, suspensa e reativada pela rede social no domingo (16/9), reúne mais de 2 milhões de pessoas. As postagens são contrárias ao presidenciável e a comunidade se define como a “união das mulheres de todo o Brasil — e as que moram fora do país — contra o avanço e fortalecimento do machismo, misoginia e outros tipos de preconceitos representados pelo candidato Jair Bolsonaro e seus eleitores”. O militar da reserva é rejeitado por 49% das mulheres, segundo pesquisa Datafolha.

Antes do ataque cibernético, administradoras da página foram ameaçadas por WhatsApp e no Facebook. Invasores afirmaram que divulgariam dados pessoais delas e de suas famílias caso a página não fosse extinta. De sábado para domingo a comunidade virtual foi invadida e seu nome alterado. Ainda no domingo, recuperada.

Uma outra campanha foi lançada na internet paralelamente ao grupo no Facebook. No Twitter e por meio de imagens postadas nas redes, a hashtag#Elenão, indicando os eleitores não votarem no militar da reserva.Em Brasília, o ato “Mulheres unidas contra Bolsonaro” está programado para a Praça Índio Galdino (704 Sul), a partir das 15h. No Rio de Janeiro, o encontro está programado para a Cinelândia. Já em São Paulo a previsão é reunir apoiadoras no Largo da Batata, em Pinheiros. Confira abaixo a lista completa de eventos nas capitais do país.

Atos pró-Bolsonaro
No domingo (16), manifestantes e eleitores pró-Bolsonaro se reuniram em Brasília. O grupo se concentrou em frente ao Museu da República e marchou até o Congresso Nacional. Os manifestantes cantaram os hinos Nacional, da Bandeira e da Independência. Objeto símbolo dos protestos contra Dilma Rousseff durante o impeachment, as panelas também estiveram presentes.

Para esta segunda (17) está prevista outro ato favorável ao candidato do PSL. Às 17h, seus apoiadores prometem fazer barulho durante um minuto, seja buzinando, com panelas, foguetes e sirenes.

Ainda no domingo (16), Bolsonaro falou pela primeira vez ao público desde que foi internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, após ser vítima de um ataque com faca na cidade de Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro. O militar da reserva fez uma transmissão ao vivo no Facebook, chorou ao lembrar do episódio na cidade mineira e disse esperar receber alta do centro médico dentro de uma semana. A live foi acompanhada por mais de 250 mil pessoas.

As pesquisas de intenção de voto apontam o deputado federal com ampla vantagem sobre os adversários. Nesta segunda, a pesquisa semanal do banco BTG Pactual encomendada ao Instituto FSB mostra o candidato do PSL com 33% das intenções de voto, seguido por Fernando Haddad (PT) com 16% e Ciro Gomes (PDT) 14%.

Atos Mulheres unidas contra Bolsonaro

Brasília 
Praça Índio Galdino (704 Sul)
Link para o evento

São Paulo
Largo da Batata
Link para o evento

Rio de Janeiro
Cinelândia
Link para o evento

Belo Horizonte
Praça Sete de Setembro
Link para o evento

Salvador
Largo do Campo Grande
Link para o evento

Natal
Midway Mall
Link para o evento

João Pessoa
Praça da paz
Link para o evento

Recife
Praça do derby
Link para o evento

Fortaleza
Praia dos Crush 
Link para o evento

Palmas
Parque dos povos indígenas
Link para o evento

Campo Grande
Parque das nações indígenas
Link para o evento

Cuiabá
Monumento Ulisses Guimarães
Link para o evento

METRÓPOLES

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%