Quatro PMs são presos após denúncia de envolvimento com milícia - Polícia | Valter Vieira - Informação de qualidade
14 de dezembro de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍCIA - 30/07/2018

Quatro PMs são presos após denúncia de envolvimento com milícia

Quatro PMs são presos após denúncia de envolvimento com milícia

Quatro policiais militares foram presos administrativamente por suspeita de envolvimento com milicianos em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. Imagens de supostos integrantes do bando paramilitares começaram a circular nas redes sociais durante uma operação da corporação na Comunidade do Rola, no domingo.

Os policiais envolvidos na denúncia foram ouvidos pela na 2ª Delegacia de Polícia Militar Judiciária (DPJM), responsáveis pelas investigações, com apoio do comando do 27º BPM (Santa Cruz), ainda no domingo.

Em nota, a PM informou que as prisões administrativas têm prazo de 72 horas para averiguação. "Caso haja indícios de desvio de conduta, os quatro policiais responderão administrativamente no âmbito da Polícia Militar e criminalmente na Auditoria de Justiça Militar do Estado do Rio de Janeiro (AJMERJ)."

Operação na Comunidade do Rola

A Polícia Militar realizou uma operação nesta segunda-feira na favela. O objetivo da ação — com a participação de policiais do 27º BPM (Santa Cruz) e Unidades do Comando de Operações Especiais (COE) - Batalhão de Ações com Cães (BAC), Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) era combater a atuação de criminosos e o tráfico de drogas nas comunidades do Rola e Antares, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio.

PM apreende armas e drogas na comunidade do Rola e AntaresPM apreende armas e drogas na comunidade do Rola e Antares Foto: Divulgação PM

Na noite de domingo, policiais do BPChq apreenderam dois fuzis AK-47 calibre 7,62, munição e um carro usado por criminosos na Estrada do Campinho, em Campo Grande. De acordo com a PM, uma guarnição passava pela via quando avistaram carros e motocicletas em atitude suspeita. Na ocasião, houve confronto. Na fuga, o grupo abandonou um carro, onde foram encontradas as armas e munição.

Um homem foi preso na comunidade do Antares com um radiotransmissor e drogas, segundo a PM. No fim da tarde, um novo confronto ocorreu com equipes do Comando de Operações Policiais (COE).

Segundo relatos de moradores, no domingo, o tiroteio começou antes da chegada da Polícia Militar ao local — o confronto teria sido entre criminosos de facções rivais. Internautas também comentaram o clima tenso na ocasião: "Muitos tiros, diversos calibres, evitem a região", escreveu um morador.

"Santa Cruz é onde a gente dorme e acorda com trilha sonora de tiros", postou outro internauta. "Uma verdadeira guerra. Tiveram vários confrontos aqui, mas nunca um igual a esse",comentou outro usuário de redes sociais.

Por conta do tiroteio, o funcionamento do BRT foi afetado. A linha 17 (Campo Grande x Santa Cruz) parou de operar por mais de 20 horas, por motivos de segurança.

EXTRA ONLINE

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%