'Avise à mamãe que eu a amava', diz criança que ficou presa em incêndio - Mundo | Valter Vieira - Informação de qualidade
24 de abril de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

MUNDO - 27/03/2018

'Avise à mamãe que eu a amava', diz criança que ficou presa em incêndio

'Avise à mamãe que eu a amava', diz criança que ficou presa em incêndio

As últimas mensagens enviadas por crianças que ficaram presas no incêndio do shopping na Rússia revelam pânicos e despedidas. A jovem Viktoria Pochankona, de 12 anos está entre as desaparecidas. Ela telefonou para a tia Evgenia durante o incêndio e disse: "Está tudo queimando. As portas estão bloqueadas. Não posso sair, não consigo respirar". A tia então orientou que a sobrinha tirasse a roupa e cobrisse o nariz.  "Titia, diga a toda a minha família que eu os amo. Diga a mamãe que eu a amava", respondeu a menina. As informações são do jornal britânico The Sun.

Maria Moroz, de 13 anos, enviou mensagens do cinema: "Estamos em chamas ...". Um parente respondeu e então ela disse: "Parece que isso é um adeus".

Imagens das crianças desaparecidas surgiram na mídia local junto com a esperança de que algumas delas sejam resgatadas com vida pelos bombeiros.

Um vídeo mostrou o pânico no início da tragédia com pais gritando por seus filhos e alertando para o fogo.

Outro destacou as portas de incêndio aparentemente bloqueadas e as pessoas incapazes de escapar.

Um menino de 11 anos, Sergei Moskalenko, está em coma depois de ter pulado de uma janela em chamas. Foi confirmado nesta manhã que seus pais morreram no incêndio. 

O fogo ainda estava queimando esta manhã - e a estrutura corria risco de colapso - impedindo que equipes de resgate e bombeiros chegassem ao cinema, onde muitas crianças assistiam a um filme quando aconteceu a tragédia.

Muitas pessoas ainda estão desaparecidas, incluindo crianças. Entre elas, oito garotas de uma escola do vilarejo de Treschevsky - todas entre 11 e 12 anos - Viktoria Pochankina, Veronika Ponushkova, Elena Chernikova, Tatiana Kurchevskaya, Sergey Maneshkin, Viktoria Zipunova, Anastasia Smirnova e Diana Nizovskaya.

Imagens mostram o colapso parcial da estrutura que foi destruída pelo fogo. - Reprodução/ Instagram

Relatos iniciais de autoridades disseram que o incêndio estava sendo tratado como um incêndio criminoso e que teria começado na "sala de trampolim da zona infantil". O vice-governador Vladimir Chernov disse à imprensa local que "a teoria inicial é que uma das crianças tenha iniciado o incêndio com um isqueiro". Ele disse que o fogo na piscina de espuma de trampolim teria "queimado como pólvora".

Evgenia, que recebeu o telefonema de sua sobrinha Viktoria, de 12 anos, lembrou que o shopping estava cheio com o início do recesso escolar. "As férias acabaram de começar e quase toda a turma estava lá - cerca de 10 pessoas. O professor deixou as crianças no cinema e foi com os pais no shopping. Então todos os adultos sobreviveram", disse.

Uma professora do ensino médio de Kemerovo, Tatiana Darsalia, foi a primeira vítima a ser identificada. Ela levou a turma ao shopping.

Nadezhda Suddenok, proprietária do shopping, foi detida para interrogatório.O funcionário encarregado da segurança contra incêndios e um gerente sênior também foram detidos.

Uma mãe perturbada disse que todos os cinco filhos dela estavam no complexo e ainda estão desaparecidos. Outra mãe, a Yulia, estava na área de recreação do shopping Winter Cherry com seus três filhos e sua própria mãe. Ela disse: "O incêndio começou no 4º andar, castelos insufláveis pegaram fogo. Tudo estava acontecendo bem na frente dos meus olhos, eu estava sentada no sofá em frente à zona de diversão. Foi um milagre que sobrevivemos", desabafou.

Igor, um menino, disse que conseguiu salvar a irmã da tragédia. "Eu estava assistindo a um filme com minha irmã de sete anos. De repente a porta se abriu e uma mulher gritou - fogo! Nuvens de fumaça apareceram em um segundo, peguei minha irmã e descemos correndo", disse.

Ivan também conseguiu escapar com a filha. "Ouvi pessoas correndo e depois vi chamas. Quando saímos correndo do prédio, vi um adolescente caindo de uma janela. Não havia alarme de incêndio".

Equipes de resgate vasculhavam o shopping procurando sobreviventes após o incêndio, que durou cinco horas, destruiu o teto do cinema e o pequeno zoológico.

Imagens de mídia social capturaram a fumaça das janelas do shopping center, enquanto os bombeiros lutavam para domar o incêndio.

Evgeny Videman, diretor do zoológico, acredita que todos os animais morreram.

Ele acrescentou: "Não havia pessoas no zoológico. Acabei de fechar as portas. Era fisicamente impossível tirar os animais".

O presidente russo Vladimir Putin ordenou que seu ministro das emergências, Vladimir Puchkov, voasse para Kemerovo e assumisse o controle do desastre. Ele enviou suas "sinceras condolências às famílias e amigos das vítimas e deseja uma rápida recuperação dos feridos".

Na madrugada desta segunda-feira, no horário local, bombeiros ainda lutavam para chegar ao quarto andar do shopping, já que as temperaturas ainda estavam "muito altas".

As informações são do jornal britânico The Sun.

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%