Busca de soluções em tecnologia, Hackathon acontece em Feira no fim do mês - Feira de Santana | Valter Vieira - Informação de qualidade
10 de dezembro de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 11/01/2018

Busca de soluções em tecnologia, Hackathon acontece em Feira no fim do mês

Busca de soluções em tecnologia, Hackathon acontece em Feira no fim do mês

Feira de Santana vai sediar, nos dias 27 e 28 de janeiro, o Hackathon, um encontro de programadores e produtores de softwares. O evento tem como objetivo a busca de soluções, em tecnologia, para melhorar e dinamizar a prestação de serviços públicos. Ao final dos trabalhos, haverá uma análise de projetos e aplicativos apresentados pelas equipes, sendo escolhidas as melhores propostas.

A iniciativa é da Agenda Feira 2030, criada pela Prefeitura de Feira de Santana para estimular ações que visem ao cumprimento das “metas do milênio”, com ênfase nos meios tecnológicos atuais. Para tratar de detalhes do Hackathon, membros do Governo Municipal e representantes de diversos segmentos se reuniram esta semana, no Museu Parque do Saber. Ficou definido que o local do encontro será o SESI, no Alto do Cruzeiro. A realização terá o apoio de entidades como a CDL, Associação Comercial, Sindicato do Comércio, entre outros organismos.

Estiveram presentes à reunião o vice-prefeito Colbert Martins Filho, os secretários Antonio Carlos Borges Júnior (Turismo, Trabalho e Desenvolvimento Econômico), Sérgio Carneiro (Meio Ambiente), Carlos Brito (Planejamento) e Pablo Roberto (Prevenção a Violência e Promoção dos Direitos Humanos;) o diretor-presidente da Fundação Egberto Costa, Antonio Carlos Coelho, com assessores da área de tecnologia do órgão; o professor Claudenir Miranda, do Centro de Educação Tecnológica do Estado da Bahia. Na próxima segunda-feira, 17, haverá nova discussão.

Expectativa de 60 especialistas e premiação para melhores ideias



“Demos o start para as providências que se fazem necessárias a um evento deste porte. Feira de Santana entra no rol das grandes cidades a promover um encontro em que o foco é a inteligência da tecnologia como meio de se atingir a modernização na prestação de serviços à sociedade”, diz o vice-prefeito Colbert Martins Filho, entusiasta do Hackathon feirense. Em julho do ano passado, Salvador realizou esta maratona tecnológica.

São dois dias intensos de atividades, com especialistas em softwares e aplicativos que trabalham inclusive na madrugada, para que, ao final, possam apresentar possíveis soluções de questões que exigem meios inovadores. A expectativa é de reunir aproximadamente 60 profissionais, divididos em 10 equipes. As melhores ideias vão ser premiadas.

Competição criativa terá cerca de 30 horas de trabalho



“Pelo que temos visto desses eventos, denominados de Hackathon, é uma competição criativa que pode resultar efetivamente em ótimas ideias, possíveis soluções de questões que exigem tecnologia para o nosso município. Estou muito otimista”, diz o prefeito José Ronaldo, que considera a iniciativa um “grande acerto” da Agenda Feira 2030.

A Prefeitura Municipal, afirma o gestor, tem “todo o interesse” em incentivar e colaborar com a realização. “São aproximadamente 30 horas de trabalho, com dezenas de pessoas especializadas em desenvolvimento de softwares e aplicativos inteligentes dispostas a analisar o nosso mercado e a indicar caminhos que possam proporcionar avanços em áreas importantes da nossa sociedade”, observa José Ronaldo.

Ele diz estar na expectativa de possíveis projetos inovadores que devem surgir deste encontro. “Se tivermos uma boa proposta, com aplicabilidade no nosso município já se terá justificado o esforço dos especialistas e de todos os que estão envolvidos na organização do evento”.  SECOM

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%