Copa 2018 bate recorde de disputa de pênaltis nas oitavas de final - Copa do Mundo 2018 | Valter Vieira - Informação de qualidade
15 de novembro de 2018
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

COPA DO MUNDO 2018 - 03/07/2018

Copa 2018 bate recorde de disputa de pênaltis nas oitavas de final

Copa 2018 bate recorde de disputa de pênaltis nas oitavas de final

A fase de oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia foi encerrada nesta terça-feira (3/7) e mais um recorde foi batido. Com a disputa por pênaltis entre Colômbia e Inglaterra, no Estádio Spartak, em Moscou, com vitória inglesa por 4 x 3 – após empate por 1 x 1 –, a edição de 2018 do Mundial é a que tem o maior número de confrontos decididos nos tiros livres nesta fase. Dos oito duelos, três foram definidos desta maneira, após empates nos 90 minutos e na prorrogação.

Antes, as disputas de penalidades haviam definido vaga às quartas de final para a Rússia diante da Espanha (1 x 1 na partida e 4 x 3 nos pênaltis), em Moscou, e para a Croácia, que bateu a Dinamarca (1 x 1 no duelo e 3 x 2 na decisão), em Nijni Novgorod.

O recorde anterior era do Mundial do Brasil, em 2014, quando ocorreram duas disputas por pênaltis nas oitavas de final: a seleção anfitriã passou pelo Chile por 3 x 2, depois do empate por 1 x 1 nos 120 minutos, em Belo Horizonte, e a Costa Rica eliminou a Grécia por 5 x 3, após 1 x 1 no jogo, no Recife.

A primeira Copa do Mundo com o sistema atual de disputa foi a do México, em 1986, em que a partir da primeira fase, de grupos, classificam-se os 16 melhores, que se enfrentam em mata-mata nas oitavas de final, quartas, semi e final. Naquele Mundial não houve decisão por penalidades nas oitavas de final.

Um confronto
De lá para cá, até a Copa de 2014, sempre aconteceu um confronto de tiros livres nesta fase. Na Itália, em 1990, a Irlanda bateu a Romênia (0 x 0 e 5 x 4). Nos Estados Unidos, em 1994, a Bulgária levou a melhor sobre o México (1 x 1 e 3 x 1). Na França, em 1998, a Argentina superou a Inglaterra (2 x 2 e 4 x 3).

Na Coreia do Sul/Japão, em 2002, a Espanha venceu a Irlanda (1 x 1 e 3 x 2). Na Alemanha, em 2006, a Ucrânia avançou diante da Suíça (0 x 0 e 3 x 0). Por fim, na África do Sul, em 2010, o Paraguai despachou o Japão (0 x 0 e 5 x 3). (Com informações da Agência Estado) METRÓPOLES

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%